Páginas

sábado, 27 de julho de 2013

Hayate The Combat Butler

Annyeong, leitores! Faz algum tempo que não faço uma resenha, então... lá vamos nós! Eu estou muito animada para falar sobre esse dorama por alguns motivos. Os dois principais são os seguintes: Eu não encontrei nenhuma resenha (em português) sobre ele, o que acho meio absurdo já que o drama foi bem legal; e também porque, além de ser um dorama da queridinha Park Shin Hye, baseado em um mangá japonês (óbvio se é mangá, é japonês), na verdade ele é uma produção taiwanesa, ou seja, triplamente asiático ;D. Chega de listar os motivos pra ver o dorama e vamos para a nossa típica sinopse.


Sinopse: Lin Qi Sa é um jovem de 21 anos que tem pais incrivelmente irresponsáveis (gente, esses doramas só tem pais irresponsáveis), que fugiram e deixaram uma dívida gigantesca. Pra piorar a situação a dívida era com uns caras mal-encarados que queriam vender os órgãos do Xiao Sa, como forma de pagamento. Ah, isso tudo na noite de Natal! Nesse dia, nosso protagonista decidi tornar-se um cara mau, sequestrar alguém e, com o dinheiro conseguido, pagar a dívida deixada pelos pais. Eis que surge uma vítima perfeita, Xiao Zhi. Porém, no fim das contas, Lin Qi Sa acaba salvando a tal herdeira de uma fortuna de um sequestro real. Depois de alguns mal-entendidos, Xiao Zhi o contrata como seu mordomo.

Ufa! Essa sinopse ficou muito grande, mas, calma, vou explicar isso tudo direitinho, continuem lendo. 
A cara do Xiao Sa ao descobrir sobre a dívida

O Xiao Sa é um doce, quando ele decidiu que ia ser mau eu pensei - Impossível! E claro que era impossível. Por causa dos seus pais que simplesmente se negavam a trabalhar e viviam apostando dinheiro - e perdendo, é claro - Lin Qi Sa teve que trabalhar em diversos empregos diferentes desde muito jovem. No momento mais crítico da sua vida, ele encontra Xiao Zhi, sua primeira vítima na sua vida de sequestrador. Só que não. O Xiao Sa se atrapalhou todo na hora de fazer a ligação para a família da vítima, e acaba revelando seu próprio nome (tonto!). Além disso, ao anunciar o sequestro, Xiao Zhi o confude com um cara apaixonado, revelando seu amor.

Sequestro, confissão??

Vou defender o Xiao Sa, ainda que ele não tenha sido muito específico, não tinha como uma pessoa normal confundir aquilo com uma confissão de amor. Só a louquinha da Xiao Zhi pra imaginar algo assim. Mesmo sendo tonta e estar sempre pensando que o mundo gira em torno dela, gostei muito do modo como a Xiao Zhi falava na lata o que pensava, ela era bem direta mesmo. Além disso, ela era bem fofa, às vezes. 

Depois do seu fracasso como sequestrador, Xiao Sa percebe que Xiao Zhi está sendo sequestrada de verdade e, sentindo-se culpado por ter tendado sequestrá-la pouco antes decidi salvá-la de qualquer jeito. Xiao Zhi, agradecida pela ajuda do desconhecido, que ela imaginava estar apaixonado, decidi contratá-lo como seu mordomo.
Enfim eu realmente gostei dos protagonistas, seja pela bondade do Xiao Sa ou pela sinceridade da Xiao Zhi, os dois são bem carismáticos.

Ainda não falei sobre a Maria, que foi, para mim, o personagem mais contraditório que eu já vi. Achei esse personagem tão desnecessário. Fiquei um bom tempo pensando qual era a dela. Quando a Maria ficava na dela, torcia pra que fizesse algo, quando começou a fazer alguma coisa no drama, pensei que seria bem melhor se tivesse ficado na dela. Depois de ver o dorama vocês vão entender melhor o que eu quis dizer.

Essa cena foi tão... "hãn?"

Tirando a chata da Maria, os personagens secundários conseguiram me conquistar. Mesmo gostando dos protagonistas eu ficava torcendo por mais cenas com os outros personagens. Nunca shippei tanto os casais secundários, quanto nesse dorama. Entre os personagens secundários temos: o "noivo" da Xiao Zhi, o amigo exorcista (?), a colega do Xiao Sa (apaixonada por ele), a professora alcoólatra, e o professor (apaixonado pela alcóolatra). É impossível assistir esse dorama e não apaixonar-se por esses personagens, meio louquinhos. 

Desda primeira cena desses dois juntos eu comecei a shipar!

Observação: Se você está confuso com essa coisa de Xiao pra cá Xiao pra lá. Aí vai uma pequena explicação. Xiao é uma forma de tratamento carinhosa, normalmente dada a pessoas mais jovens. A Xiao Zhi, mesmo sendo alguns anos mais jovem que Lin Qi Sa, o chama o tempo todo de Xiao Sa. Isso porque ela leu o nome "Xiao Sa" na carta de despedida deixada pelos pais dele, só descobrindo aí o seu nome.

Atuação e OST: Não posso deixar de falar da atuação da Park Shin Hye, já que ela foi o meu motivo pra assistir o dorama. Quando descobri que era um TW-drama e que a Shin Hye ia ser dublada pus um pé atrás. No começo, ficava imaginando se seria difícil atuar sem entender uma palavra do que o seu colega de trabalho dizia. Mas logo depois eu deixei tudo isso pra lá e me concentrei no personagem. Eu simplesmente ESQUECI que era a Shin Hye e só via a milionária mimada da Xiao Zhi. George Hu era um fofo como Xiao Sa, não vi nenhum outro trabalho dele, mas gostei desse primeiro dorama. 
A OST era boa, eu gostei muito mesmo foi da abertura. Só eu que via o Xiao Sa cantando aquilo pra Xiao Zhi?
Don't Ask Me! - Willian Wei

Também tinha aquela musiquinha mega kawai... Falling in love, love you!

Comentários finais: Eu gostei muito desse dorama, fiquei surpresa com o tanto que me diverti assistindo. Principalmente porque, a princípio, estava vendo apenas pela Shin Hye, mas acabei me apaixonando por todos os personagens (exceto a Maria kk). Estou cada vez mais me interessando pelas produções taiwanesas, adorando toda aquela coisa cartunesca. Se você está um pouco cansado dos clichês coreanos e ainda não adentrou no universo dos TW-Dramas, esse está recomendadíssimo.

Sayonara, leitor! Até o próximo post!

5 comentários:

  1. Esse drama estava na minha lista a algum tempo (por causa da Shin Hye, claro), mas ai eu desisti de assisti-lo e tirei, mas depois que li sua resenha fiquei curiosa. Os twdramas são bons, apesar de apelarem um pouco para novelas mexicanas kkkkkkkk não que seja ruim, mas teve uns que não me agradaram muito por causa disso, Devil Beside You é o exemplo, mas deixando isso de lado eu fiquei interessada em assistir e achei o protagonista bem bonitinho ^^
    Aonde vc baixou? Ou vc viu online?
    Bjs e até mais ^^

    http://annyeongdramas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu disse na resenha também me interessei apenas pela Shin Hye, mas depois de assistir não me arrependi ^^.
      Quanto aos doramas taiwaneses também ainda estou adentrando nesse universo. Na verdade, só assisti três doramas mesmo(sem contar alguns minidramas e filmes), mas desses: um eu amei de paixão, que foi HMSH, outro eu achei mais ou menos (Corner With Love - tinha uma cara de novela mexicana mesmooooo kkk) e o terceiro foi esse aqui, que eu gostei bastante, principalmente de como foram trabalhados os personagens secundários.
      Não assisti Devil Beside You porque já tinha lido o mangá e achei que não ia ficar boa uma adaptação para dorama, pelo que você disse minha intuição estava certa, né?

      Surpreendentemente consegui assistir todos os episódios pelo youtube. ^^ Se quiser assistir lá tem que ser antes de que bloqueiem os vídeos por direitos autorais (eles sempre fazem isso ¬¬).

      Bjs, arigato pelo comentário. ;-)

      Excluir
  2. Ah obrigada, irei procurar no youtube depois ^^
    Vim aqui para avisar que te passei uma tag, espero que faça :D
    http://annyeongdramas.blogspot.com.br/2013/08/tag-doramaniacos.html

    ResponderExcluir
  3. Olá, primeira vez aqui no seu blog, e simplesmente adorei, principalmente o seu lay acho tão agradavel e fofo :33 vou sempre dar uma passadinha por aqui viu ? se não se importar é claro ^^ ja estou te seguindo, lindo blog.
    Beijos'.

    (kawainekos.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  4. Oi, te indiquei numa tag lá no meu blog, espero que goste ^3^
    http://itsnyah-nyah.blogspot.com.br/2013/11/tag-eu-e-musica.html

    ResponderExcluir

Annyeong, querido leitor! Espero que deixe aqui sua opinião sobre o post lido!